16 Abril 2014
GDG Aracaju

Sou membro do Google Developer Group Aracaju, grupo de desenvolvedores e entusiastas de tecnologias Google em Aracaju. Já hospedamos dois encontros com workshops sobre Android e Python no Google App Engine e o terceiro ocorrerá em 26/04/2014, sobre PHP e Google Maps.

Fiz uma apresentação com reveal.js para introduzir o grupo aos novatos. Você pode acessá-la aqui, com direito às transições, ou a versão embutida no Speaker Deck

8 Abril 2014

Não acompanhei o anúncio do Kinect para Windows v2, baseado no Kinect do Xbox One, e me surpreendi quando fui conferir as novidades: além das melhorias do próprio sensor, a SDK promete muitas novidades. Suporte nativo ao Unity, apps da Windows Store, múltiplos apps simultâneos, enfim, uma boa leva de funcionalidades!

O lançamento do primeiro Kinect, mesmo sem o suporte de uma SDK, atraiu vários desenvolvedores que criaram várias aplicações interessantes, algumas sérias e outras apenas uns hacks divertidos. O interesse acadêmico sobre o dispositivo também foi grande. Dessa vez, no entanto, o hype é menor, mas a SDK já existe e a atualização promete bastante.

Eu fiquei empolgado para conseguir um sensor assim que puder!

26 Março 2014
My Setup - 2014

The Setup é um website onde programadores (muitos famosos) descrevem as ferramentas que usam pra fazer o seu trabalho. Já publiquei um em 2013 e agora uma versão atualizada.

Published in english on: erickmendonca.github.io.

Quem é você e o que você faz?

Eu sou um gamer convicto. Adoro códigos. Além de programar, eu gosto de escrever outras coisas. Ficção, na maioria. Sou casado com uma grande fotógrafa e nós temos um garotinho que adora Plants vs Zombies e jogar coisas pela janela. Meu telefone incluso.

Além de jogar, adoro fazer jogos. Mudava as regras de RPG quando mestrava Dungeons & Dragons e continuo gostando de alterar as regras em projetos Unity.

Qual hardware você usa?

  • Um notebook Windows na maior parte do tempo para escrever código.
  • Um desktop com Windows e Ubuntu instalados como um servidor doméstico.
  • Um smartphone para navegar, enviar emails e mensagens, além de jogar casualmente.
  • Eu jogo preferencialmente no Steam em PCs Windows.

O notebook é um LG Core i7 com 6 GB de RAM e disco de 750 GB. Dentro também vai uma NVidia Geforce GT 555M, poderosa o suficiente para jogar alguma coisa, conectada na TV via HDMI, junto com um controle de Xbox.

Meu desktop é uma máquina mais antiga, um Pentium Dual Core, 4 GB de RAM. É bem velhinho, mas o suficiente para servir de servidor e entreter meu filho com alguns joguinhos.

O smartphone é um Moto X. Antes, tive um iPhone 4, e ambos os iOS e Android são ótimos sistemas operacionais.

E qual software?

No último ano mudei meu workflow e uso hoje muito mais ferramentas do que estava acostumado. Eu sempre usava C# e Visual Studio, com banco de dados SQL Server. Hoje sou mais eclético: Python, Java, C# e Javascript se alternam nos projetos.

Sou curioso com Ruby e C++ e gosto de brincar com elas um pouco. Com banco de dados, já usei MySQL, PostgreSQL, SQLite e Google Datastore.

Eu gosto de usar ferramentas de linha de comando, mas não me sinto tão ágil com elas para as tarefas diárias. Excetuando Git e Python - para as quais eu uso ferramentas de shell - eu prefiro interfaces gráficas legais e bonitas :-)

Eu tenho bastante interesse em game design e desenvolvimento, e brincar com hardware em Arduino e Raspberry Pi. Peguei um Pi há pouco tempo para testar as possibilidades. Também estou pesquisando aplicações do Kinect em ferramentas de comunicação alternativa.

Qual o seu setup dos sonhos?

Meu setup dos sonhos não é megalomaníaco: um PC, não tão mais poderoso que o meu, mas com dois monitores de alta resolução, em uma sala quieta, limpa e à prova de barulhos e crianças. Meu notebook seria mais fino e leve, a tela não seria tão inútil sob a luz solar e a bateria duraria ao menos um dia inteiro.

Não estou pedindo muito, estou?

Na verdade, o PC não importa tanto. Mas eu realmente adoraria uma sala à prova de crianças!

26 Março 2014

Não é só porque você desenvolve jogos que não deve seguir boas práticas e adotar padrões que ajudem o desenvolvimento. Esse livro é gratuito e todo o texto está no GitHub, aceitando contribuições :-)